Cortes de energia na Barra causam transtornos

Após uma ação desastrada – segundo moradores e comerciantes – por parte da Companhia Elétrica no último fim de semana, no bairro do Rio Vermelho, quando eles reclamaram dos prejuízos causados pelas intervenções da empresa na região – como a perda de alimentos e a queda nos serviços de telefonia e internet – agora deve ser a vez daqueles que trabalham ou residem na Ladeira da Barra ficarem preocupados com eventuais transtornos.

O motivo é que, entre às 9h e às 15h desta sexta-feira, uma equipe da Concessionária vai estar no local realizando serviços de retirada de travessias (fios que cruzam as vias de um lado a outro de forma transversal) e, por conta disso, a energia terá de ser interrompida em parte da ladeira durante todo esse período. Diante da possibilidade de corte no serviço, algumas pessoas ouvidas pela reportagem manifestaram surpresa e indignação com a situação.

“Eu não estava sabendo disso e agora fiquei preocupada, principalmente por causa dos alimentos que tenho, tanto na geladeira, quanto no freezer. Para não ter prejuízo, terei de, às pressas, procurar outro lugar para estocá-los”, disse a comerciária, Gorlinda Hubscher, moradora do Edifício Sônia Regina. Além disso, uma funcionária do prédio informou que constantemente o local sofre com quedas de energia.

Administrador de uma academia que também fica na Ladeira da Barra, Josafá Peixoto Júnior, não vê outra solução caso a equipe, de fato, faça as intervenções previstas para esta sexta-feira. “Acho que esse aviso do desligamento teria de ser feito há muitos dias. Eu mesmo não recebi qualquer notificação ou telefonema sobre isso”, comentou. Ele ainda afirmou que, na última semana, o estabelecimento teve quatro quedas de energia durante um serviço feito pelos agentes da Coelba. “Tivemos que sair correndo e desligar tudo para não perdermos objetos importantes”, salientou.

Próximo ao Porto da Barra, Ilza Maria Neves dos Santos, a supervisora de uma lavanderia, lamentou os prejuízos que possa vir a ter com a interrupção do serviço de energia. “Eu preciso lavar e passar as roupas que os clientes deixam aqui em um dia e vem no seguinte buscar. Vai ser praticamente impossível trabalhar dessa forma, sem contar que o fornecimento nunca volta no horário que eles prometem. É um absurdo aceitar uma coisa dessas, ainda mais que não avisam a ninguém com antecedência quando fazem essas intervenções”, reclamou.

COMPETIÇÃO
Outro local que deve sofrer com os serviços realizados é o Yacht Clube da Bahia. De acordo com um dos diretores ouvidos pela reportagem da TB, toda a estrutura do espaço será prejudicada com a interrupção do serviço de energia nesta sexta-feira.

“Recebemos esse aviso apenas na terça-feira à noite. Isso significa ficarmos todo esse período sem elevador, bondinho, ar condicionado, funcionamento da parte administrativa e ainda correndo o risco da perda de mercadorias nos freezers e câmaras frigoríficas que estarão sendo abertas a todo o momento para retirada de mercadorias”, reclamou ele, que preferiu não se identificar.
Além desses, também serão prejudicadas as partes de ar e iluminação no restaurante, academia, salões de beleza, barbearia, enfermaria, dentre outros. “Normalmente, esses serviços são feitos à noite ou em uma segunda feira, mas não em uma sexta das 9h às 15h.

Atualmente sediando um Campeonato de Brasileiro de Vela, o clube pode ter o evento prejudicado, já que os computadores utilizados pelos juízes da competição necessitam de energia para o devido funcionamento.

Matéria publicada na Tribuna da Bahia em 28/01/2016.

ARQUIVOS

TEM MAIS!

Receba agora em seu e-mail nosso e-book falando tudo sobre Grupos Geradores
Receber Agora
close-link
Receba nosso conteúdo diretamente no seu e-mail
Enviar